terça-feira, 5 de outubro de 2010

Salgueiristas pedem justiça na venda de bilhetes

O jogo de anteontem, entre o Académico de Felgueiras e o Salgueiros, da 4ª jornada da Divisão de Honra de A.F. Porto, ficou marcado por um caso insólito. Cerca de um milhar de adeptos salgueiristas insurgiu-se com a pretensa ilegalidade dos bilhetes vendidos (não seriam oficiais) pelo Académico de Felgueiras e, em sinal de protesto nãos os adquiriu.

A direcção do Salgueiros mostrou-se “solidária” com a decisão dos adeptos que, apesar das más condições climatéricas, mantiveram-se durante o jogo nas imediações do estádio a entoar cânticos de apoio á equipa e promete expor o caso á A.F. Porto.

“Os nossos adeptos têm sentido a falta de respeito de vários clubes e optaram por protestar por não lhes serem vendidos bilhetes associativos. Estamos solidários com eles e vamos novamente, expor o caso á Associação” garantiu Vítor Barros, director do Salgueiros, assegurando que “a posição dos adeptos deverá manter-se se nada for mudado”.

Caso tal aconteça, muitos clubes poderão perder o “abono de família”. Foi aliás, o que aconteceu, anteontem ao Académico de Felgueiras. Segundo o presidente Fernando Sampaio, a receita do encontro com os salgueiristas rondou, entre despesas e a venda de bilhetes, os 15 euros…. “Não estamos satisfeitos por os adeptos do Salgueiros não terem assistido ao jogo. No entanto os bilhetes que vendemos são numerados e podem ser fiscalizados, pois pagamos trimestralmente, ás finanças, o IVA dos mesmos”, garantiu, assegurando que “nunca aconteceu nada do género” ao clube que preside.

Um caso que promete dar que falar e que ameaça deixar muitas bancadas vazias nos estádios da Divisão de Honra da A.F. Porto

Norberto Sousa

JN-05/10/2010

2 comentários:

Boots disse...

Boa luta pessoal, temos que fazer valer os nossos direitos, se não os defendermos eles vão-se!

Abraço Furioso
"Lagarto"

César Fernandes disse...

em Felgueiras as bancadas nunca estão vazias! e o bilhete era legal.